Pitacos Esportivos


Ausência

Este blog não tem sido atualizado recentemente. A verdade é que o outro (pitacos.blogspot.com) me tomou mais tempo e esse aqui acabou por ficar um pouco largado. A época do ano também não ajuda muito, pois basicamente só o campeonato brasileiro está em andamento. Decidi que voltarei a escrever neste blog quando recomeçar a temporada européia de futebol, que coincidirá com a reta final do brasileirão e início da contagem regressiva para a Copa. Talvez eu também mude para uma ou duas colunas semanais no lugar de posts isolados, não sei, ainda decidirei. É isso aí, se alguém ainda entra por aqui, volte por favor somente lá pelo fim do mês. Até mais!



Escrito por Guilherme às 00h41
[ ] [ envie esta mensagem ]


1 x 4

Assisto, atônito, ao segundo tempo de, por enquanto, Flamengo 1 x 4 Juventude, no Rio. O time do Flamengo é muito, mas muito ruim. Para complicar, Jonatas, talvez o melhor meio-campista do time, segue machucado. Obina saiu machucado agora no começo do segundo tempo. Renato, que vinha mais ou menos bem, falhou bisonhamente hoje e passará a ser perseguido pela torcida impaciente.

É melhor eu parar de escrever logo antes que eles façam o quinto. Em tempo, o único consolo é saber que o Flamengo é freguês tradicional do time de Caxias.



Escrito por Guilherme às 21h59
[ ] [ envie esta mensagem ]


Nova regra sobre o carrinho

Eu não aguento mais ouvir tanta besteira sobre a nova regra do carrinho. A imprensa brasileira decidiu que a FIFA aboliu o carrinho. Em uníssono, todos afirmam: acabou o carrinho. A partir de agora, carrinho deve ser punido com cartão vermelho. Esqueceram-se somente de ler as novas determinações da FIFA.

O carrinho, movimento importante e lícito no futebol, continua permitido. O que a FIFA estabeleceu, somente, foi que o "dangerous tackle", ou, numa tradução livre, a ação de defesa perigosa, passa a ser punida com o cartão vermelho direto, seja ela frontal ou pelas costas. Ou seja, deixa à interpretação subjetiva do árbitro sobre o que é uma jogada perigosa. O carrinho limpo, na bola, continua sendo um meio válido de disputa de bola, absolutamente lícito.

Os juízes no Brasil começaram agora a expulsar todo mundo a torto e a direito e a "imprensa defensora do futebol" é só elogios. Pois deixaremos à já tão questionada capacidade discricionária de nossos árbitros uma tomada de decisão que pode desequilibrar tremendamente uma partida.

 

 

 



Escrito por Guilherme às 21h56
[ ] [ envie esta mensagem ]


Brasileirão

O Inter de Porto Alegre vem afirmando-se como um dos favoritos ao título. O time é forte na defesa, tem um excelente técnico, entrosamento e jogadores de alto nível, como Iarley e o meia-atacante Fernandão, de quem sou fã.

O Corinthians também deixa claro que vai concorrer ao título. Possui um elenco de grandes jogadores e a tendência é de que melhore bastante à medida que ganhe entrosamento e que as vitórias aumentem, pois um dos maiores obstáculos que a equipe tracicionalmente enfrenta é a pressão cega de sua torcida.

Resta ver como se comportará o novo Santos e como será a dedicação do São Paulo à competição.

O Flamengo, pelo menos, venceu o Vasco, com gol do estreante Souza e a despeito do Júnior Baiano quase ter feito outro gol contra.

 



Escrito por Guilherme às 21h45
[ ] [ envie esta mensagem ]


Ciclismo

Leio agora no blog de meu amigo Estevão um comentário sober a volta da França e sobre o ciclismo. Este esporte não tem qualquer tradição no Brasil mas é uma verdadeira febre na europa. No ano passado um amigo alemão passou cerca de uma hora a me explicar todos os detalhes do esporte. Eu havia comentado que não entendia onde estava a graça em acompanhar um monte de gente correndo durante duas semanas. Enfim, após o papo minha visão sobre o esporte mudou radicalmente. O ciclismo é um dos esportes mais complexos que existem. A tática de cada atleta e a estratégia das equipes são fundamentais para a vitória. O ciclismo, pasmem, é um esporte coletivo. A tecnologia aplicada ao esporte também é de assustar. Como comentado pelo Estevão, cada peça da roupa dos atletas e das bicicletas é minuciosamente estudada para diminuir a resistência do ar. O vácuo dos atletas da frente é muito utilizado e a dosagem de energia entre trechos de subida e descida totalmente planejada. Eu fiquei perplexo, não sabia nada do esporte. Esse Lance Armstrong, a caminho de seu sexto ou sétimo título do Tour de France (espécie de Copa do Mundo do esporte), é um dos maiores esportistas da história. Porque além de seu impressionante currículo, venceu uma leucemia e voltou a ocmpetir, tendo vencido o Tour de France no mesmo ano. Para quem não sabe, ele é o inspirador daquelas pulseirinhas amarelas para arrecadar fundos ao combate ao câncer que todo mundo usa hoje em dia e que vêm com a inscrição "Live Strong", em alusão a seu nome e a doença por ele vencida.

Escrito por Guilherme às 21h41
[ ] [ envie esta mensagem ]


Botão

Após campanha brilhante, a até então invicta Hungria foi derrotada nas semifinais do I Campeonato da Brahma de Futebol de Mesa, no Bar Brahma. A derrota por 3 x 2 aconteceu nas mãos da temível Honada de 88. Uma pena, o título fica para a próxima.



Escrito por Guilherme às 21h34
[ ] [ envie esta mensagem ]


Futebol de Mesa

Informo que a Hungria de 54, liderada por Ferenc "Pancho" Puskas, classificou-se para as oitavas-de-final do I Campeonato de Futebol de Mesa da Brahma, invicta e líder absoluta de seu grupo. Teve direito até a vitória sobre a Alemanha, vingando a injusta derrota da Copa da Suíça. Domingo acontecem os jogos da segunda fase, agora no sistema do mata-mata, de novo no Bar Brahma. Quero ver quem vai parar a máquina húngara!



Escrito por Guilherme às 00h47
[ ] [ envie esta mensagem ]


São Paulo Campeão

Deu a lógica.

Parabéns ao São Paulo, justo campão das Américas. Como dito aqui anteriormente, o São Paulo era muito mais time do que o Atlético e fez valer essa superioridade na final de hoje. A verdade é uma só: o Atlético não teve time para fazer frente ao São Paulo.

A noite não era para surpresas. O clima que tomou conta da cidade e o entusiamo dos são-paulinos não deixaram espaços para a zebra. O São Paulo foi mais, muito mais do que o Atlético. Luizão, sempre gordo, foi decisivo, com um precioso passe de calcanhar e um gol de centroavante. O pênalti desperdiçado pelo Atlético foi crucial, mas não acredito que teria feito diferença. Agora, que o gol ficou pequeno, mas muito pequeno para o tal do Fabrício, isso ficou.

Parabéns ao São Paulo, um time sólido, com bons jogadores em todas as posições, com uma direção séria, excelente estrutura e que soube buscar um excelente treinador para substituir Emerson Leão e um ótimo reforço em Amoroso. É mais um exemplo de que trabalho sério resulta em títulos. Que o título sirva de exemplo para os demais clubes brasileiros.

 

 

 



Escrito por Guilherme às 00h22
[ ] [ envie esta mensagem ]


Vôlei Campeão

Foi memorável a vitória da Seleção Brasileira de vôlei ontem. Este time brasileiro já entrou para a história do esporte com oum dos grandes. Ontem  foi a vitória de confirmação e da esperança. Mesmo sem alguns de seus maiores nomes, como o eterno capitão Nalbert e os bicampeões olímpicos Maurício e Giovane, a equipe comprovou que, de fato, é a melhor do mundo. E de longe. Como se fosse preciso. Atual campeã mundial, tricampeã da liga e campeã olímpica, a seleção brasileira estabeleceu uma hegemonia quase que impensável no esporte atual. Impensável pois o vôlei é um dos esportes mais competitivos do mundo. Possui alguns países com nível excelente. Para mim o vôlei é o esporte coletivo mais próximo da perfeição. É inacreditável o nível em que os atletas atuais jogam, o grau de entendimento do jogo que se tem, a teconologia aplicada pelas equipes técnicas, está tudo muito evoluído. Impensável também porque nossa seleção é das mais baixas do mundo, e não faz muito tempo tinha-se a certeza de que o vôlei havia mudado e de que, no futuro, para ser competitivo, um time deveria ter média de altura de dois metros (Giba é o melhor do mundo com 1,92m). Impensável porque Bernardinho fez desse time este fenômeno que é hoje com os mesmo jogadores de antes. Mudou a atitude, a intensidade. Dá gosto de ver o Brasil jogar.

Ontem a reação foi impressionante. Após ser massacrada no primeiro set, quando nunca entrou em jogo, nossa seleção simplesmente não deu chances para o fortíssimo time sérvio no restante da partida. As parciais não deixaram dúvidas. Vitória sempre folgada do Brasil. Na casa do adversário com o ginásio lotado. O bloqueio foi devastador. André Nascimento também.

Outro fato interessante é notar que nossos jogadores, com algumas exceções, é claro, não são as grandes estrelas de seus times no exterior. Dante, por exemplo, é reserva. Pois na Seleção é tudo diferente. O vôlei é o esporte mais coletivo que existe e nossa seleção comprova também este fato.

Se o Brasil mantiver este nível durante todo este ciclo olímpico poderá afirmar-se como, talvez, a maior seleção de todos os tempos, a rivalizar com os EUA de Kirally da década de 80, bicampeão olímpico. Adianto que será difícil. Mas acredito que seja possível. O time é jovem e talentoso. Bernardinho não deixará a motivação ou o ritmo caírem. Neste ano seria natural uma queda. Não aconteceu. Temos que manter o nível e melhorar, pois os adversários certamente farão de tudo para nos alcançar. Vamos torcer.



Escrito por Guilherme às 21h28
[ ] [ envie esta mensagem ]


Consolo

O consolo é saber que o Vasco consegue ser pior. Ufa!

Escrito por Guilherme às 21h28
[ ] [ envie esta mensagem ]


Júnior Baiano

Mais incrível do que o golaço contra foi frase com a qual ele tentou explicar a façanha:  "Foi normal!"

Normal o que, cara-pálida??? Eu nunca vi recuo de bola naquela força no peito do goleiro.

Eu não crucifico o Baianão, que é de longe o melhor zagueiro do Flamengo, mas essa frase foi demais. Assume o erro, Baiano!

Outra coisa: quando a fase é ruim não tem jeito. Fora o gol surreal, o que o Roger pegou foi inacreditável. E ainda teve um estranho lá que meteu um golaço no fim do jogo. Sai uruca!



Escrito por Guilherme às 21h27
[ ] [ envie esta mensagem ]


Fórmula 1

Alonso segue firme rumo ao título e mantém larga vantagem na liderança. Mas a vitória de Montoya e a recuperação de Raikonen deixam clara a evolução da Mclaren. Aidna faltam umas 8 provas e definitivamente nada está definido.

Escrito por Guilherme às 21h23
[ ] [ envie esta mensagem ]


Mascherano

Não vi o jogo ontem, mas disseram que o moleque comeu a bola. Nas poucas vezez que o vi jogar realmente ficou uma boa impressão. torço para que seja realmente bom, pois faz tempo que não vejo um cabeça-de-área diferenciado.

Escrito por Guilherme às 21h22
[ ] [ envie esta mensagem ]


1º jogo

Foi muito disputado o primeiro tempo das finais da Libertadores, jogado no frio Beira-Rio em Porto Alegre.

Jogo pegado, cheio de faltas, os jogadores mais concentrados e aplicados do que o normal. A chuva ainda conferiu uma moldura adequada à partida, deixando as camisas sujas e as entradas mais ríspidas. 

O São Paulo é mais time e provou isso dentro de campo. Júnior jogou muito e foi o melhor em campo. Cicinho desceu três vezes no segundo tempo. Três quase-gols, um deles evitado por uma defesa sensacional do goleiro Diego. O Atlético, ciente de suas limitações, apostou em uma marcação forte e em aproveitar os erros do adversário. Em parte, deu certo.

O jogo começou truncado, sem um claro domínio de ninguém, até o primeiro gol do Atlético, após uma falha de saída de bola do São Paulo. A partir daí a equipe paulista impôs seu domínio. O jogo ofensivo começou a fluir e o Atlético viu-se com dificuldades para reter a bola. Entretanto a marcação funcionou e o domínio sãopaulino foi quase inócuo, pois resultou em poucas chances de gol. As principais foram dois chutes de Mineiro da entrada da área.

Na segunda etapa a equipe tricolor veio para cima com tudo. O Atlético, talvez um pouco desconcentrado, foi encurralado nos primeiros dez minutos e cometeu uma série de faltas pouco inteligentes perto de sua área. Uma delas resultou no fortuito gol de empate. Daí até por volta dos 35 minutos o São Paulo foi muito mais time e poderia facilmente ter ampliado. O Atlético dedicava-se muito, marcava bem mas simplesmente era menos do que o adversário. Lima não jogou bem e os dois meias ofensivos também pouco apareceram. Nos últimos 10 minutos o Atlético melhorou, gozou de mais posse de bola e até pôde chegar ao segundo gol, embora o São Paulo continuasse a ameaçar.

O empate é o prenúncio de um jogo interessante na próxima quarta-feira. O Atlético não terá qualquer preocupação em atacar ou pressão para tal, como hoje, e jogará pelo empate para ir aos penaltis. Apostará somente no contra-ataque e no erro do adversário. O São Paulo deve vir com tudo para cima valendo-se da força da torcida, que deve empurrar o time como nunca. É o grande favorito, mas não nos esqueçamos do jogo da Vila contra o Santos. Se o Atlético arruma um gol e a bola do São Paulo encontre dificuldades para entrar,a zebra pode aparecer.

 



Escrito por Guilherme às 00h38
[ ] [ envie esta mensagem ]


Londres 2012

Qualquer das cidades que fosse escolhida entre Londres, Madri e Paris daria uma bela sede de Jogos Olímpicos. Deu Londres, a cidade mais cosmopolita do mundo. Esses Jogos prometem.



Escrito por Guilherme às 00h26
[ ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]
 
Histórico
07/08/2005 a 13/08/2005
17/07/2005 a 23/07/2005
10/07/2005 a 16/07/2005
03/07/2005 a 09/07/2005
26/06/2005 a 02/07/2005
19/06/2005 a 25/06/2005
12/06/2005 a 18/06/2005
05/06/2005 a 11/06/2005




Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 Pitacos Variados
 Amigo do Chris Cross
 Blog do Estevão